Buscar
  • Por Evandro Lins

A Livraria Estudantil encerrou suas atividades em Caruaru, Agreste pernambucano, após 70 anos de atividades, na Rua Duque de Caxias, centro da cidade. O fechamento ocorreu nesta quinta-feira (27).

A conhecida livraria do Dr. Galvão Cavalcanti, foi vítima dos mesmos problemas que fecharam dezenas de livrarias em todo o País. Marcou época com lançamentos de livros e encontros literários. A nata da intelectualidade sempre se encontrava no primeiro andar da casa.

Seu proprietário Galvão Cavalcanti teve participação importante na vida social de Caruaru como dirigente do SESI, Senac e da ACIC e até o seu falecimento, comandou os destinos da Livraria Estudantil.

#Caruaru

  • Por Evandro Lins

Um homem suspeito de matar um vereador da Paraíba, foi preso na manhã desta quinta-feira (27), no bairro Novo Coqueiral, em Toritama. O crime aconteceu em setembro deste ano.

José Edvaldo Barbosa, o “docha” (idade não informada) é suspeito de assassinar a tiros, o vereador Adelmo Teobaldo Farias, de Camalú. Segundo a polícia, o suspeito cometeu o crime junto com outra pessoa, que está foragida.

Ainda de acordo com a polícia, Edvaldo já foi preso e cumpriu pena por tráfico de drogas. Ele negou o envolvimento no homicídio do vereador. A Polícia Civil continua em busca do outro suspeito de cometer o crime.

O caso

O vereador Adelmo Teobaldo Farias (foto acima), de Camalaú, no Cariri paraibano, foi morto a tiros no dia 8 de setembro deste ano. Dois homens teriam atirado na vítima.

Adelmo estava voltava para casa, em uma moto, quando dois homens em outra moto se aproximaram e atiraram várias vezes. Pelo menos três tiros atingiram a cabeça do vereador, que não resistiu e morreu ainda no local.

Adelmo Farias tinha 60 anos e estava no terceiro mandato como vereador da cidade. Ocupava o cargo de 2º secretário da mesa diretora da Câmara Municipal de Camalaú.

#Toritama

  • Por Evandro Lins

Foi sancionada, em Caruaru, uma Lei que proíbe a oferta de alimentos “embutidos” no cardápio de merenda das escolas e creches da rede de ensino municipal. A categoria contempla alimentos como salsichas, linguiças, salames, mortadelas e chouriços.

O projeto que originou a Lei é de autoria do vereador Fagner Fernandes (PTdoB). De acordo com a publicação, a gestão municipal poderá realizar campanhas entre professores e estudantes com o objetivo de alertar para os riscos do consumo desse tipo de alimento e para incentivar uma alimentação saudável.

As fornecedoras e lanchonetes que descumprirem a determinação poderão sofrer penalidades administrativas. A Lei entra em vigor no prazo de 60 dias.

#Caruaru

Blog do Evandro Lins        Copyrigth 2020.                                                                                            

-copyright_90662.png

Desenvolvido por Essencial Comunicação & Mídia - essencialpp@gmail.com