Buscar

Na manhã desta sexta-feira (21) um assaltante morreu após ter sido linchado. O fato aconteceu na Rua Antônio Raimundo de Souza, no loteamento São Miguel.

De acordo com as informações iniciais, o elemento Douglas José da Silva (20 anos, conhecido como “Doguinha”), que residia no distrito de São Domingos, teria invadido um imóvel para praticar assaltos e no decorrer do crime, teria baleado um casal.

O casal foi socorrido e levado a UPA 24h, onde recebem atendimentos médicos. O quadro de saúde de ambos ainda não foi informado.

Ao sair do imóvel, teria sido capturado por populares e linchado, falecendo minutos depois. Policiais já estão no local e, em breve, maiores informações.

Do Blog do Ney Lima

#SantaCruzdoCapibaribe

  • Por Evandro Lins

Os contribuintes pagarão um valor menor no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no próximo ano. Nesta quinta-feira (20), o Governo de Pernambuco informou que o valor terá uma redução média de 3,18% em relação a 2018.

O percentual de redução é calculado de acordo com a variação de preços de mercado, estipulada pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Aplicáveis (FIPE). Os caminhões, com frota de 76.175 no Estado, foram os que registraram uma maior queda, percentual de 4,57%. Já os automóveis, que têm uma frota de 1.082.083, tiveram um percentual de depreciação menor, de 3,11%.

Será possível os proprietários dos veículos pagarem a cota única do IPVA em fevereiro com desconto de 7%. Para os contribuintes que optarem por parcelar o pagamento em até três vezes, a primeira parcela deverá ser efetuada em fevereiro e a última no mês de abril. Importante os contribuintes ficarem atentos para as datas de vencimento de acordo com o número final da placa dos veículos.

Os carnês de pagamento do IPVA 2019 vão começar a ser enviados pelo Detran-PE a partir do dia 20 de janeiro. No entanto, os proprietários já poderão acessar o valor no site do órgão (www.detran.pe.gov.br) no início do ano.

#IPVA2019


Uma auditoria especial realizada pelo Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) apontou que o estado tem o pior índice de disponibilidade hídrica do Brasil. O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (19), foi feito para identificar os principais problemas que afetam o abastecimento de água no Agreste.

Além da escassez natural por falta de chuva, o tribunal afirma que 50% da água encanada que é servida pela Compesa, se perde em vazamentos de tubulações e adutoras.

A disponibilidade hídrica é o resultado da quantidade de água acumulada nos reservatórios, dividida pela quantidade de moradores. O resultado obtido em Pernambuco é de 1.270 metros cúbicos de água para cada habitante. Por ano, cada pernambucano recebe pouco mais de 100 mil litros de água, o menor índice do Brasil.

De acordo com o TCE, dos 107 reservatórios monitorados em Pernambuco, 66 estão em situação de colapso, com menos de 10% da capacidade total. Das 71 cidades do Agreste, 70 decretaram situação de emergência ou calamidade pública.

Compesa

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, afirma que o governo investiu R$ 8 bilhões, desde 2006, em obras que vão resolver o problema da falta d’água em Pernambuco. Ele também disse que o cronograma das obras foi prejudicado, porque o trabalho depende de recursos federais.

Prazos

Relator da auditoria, o conselheiro do TCE-PE Dirceu Rodolfo disse, no entanto, que o governo estadual não pode depender de recursos federais para resolver o problema da falta d’água, principalmente em cidades do Agreste. Foi dado um prazo de 30 dias à Compesa e a Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco para apresentar ao tribunal uma defesa e um plano de ação.

Informações do G1 Pernambuco.

#Pernambuco

Blog do Evandro Lins        Copyrigth 2020.                                                                                            

-copyright_90662.png

Desenvolvido por Essencial Comunicação & Mídia - essencialpp@gmail.com