Buscar
  • Evandro Lins

Banco central limita horário noturno do Pix para até 22h


Foi publicada nesta segunda-feira (22) no Diário Oficial da União, a mudança no horário noturno para as operações do Pix estabelecida pelo Banco Central. Antes, os usuários poderiam escolher entre um horário de 20h às 23h59 para que o “período noturno” começasse. Agora, esse período precisa começar, no máximo, até as 22h.


A regra está em vigor desde 4 de outubro e foi estipulada para evitar golpes, roubos e sequestros. O período noturno é o momento em que contas de pessoas físicas tem um limite de R$ 1.000 para transferências e pagamentos. Porém, o cliente poderá alterar os limites das transações por meio dos canais de atendimento eletrônico das instituições financeiras. Vale lembrar, que os aumentos serão efetivados de 24 horas a 48 horas depois do pedido. Os bancos poderão bloquear preventivamente operações consideradas suspeitas.

O Pix, sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central, foi lançado há pouco mais de um ano e já é um dos meios mais usados pelos brasileiros. A ferramenta tem mais de 110 milhões de usuários e movimenta cerca de R$ 550 bilhões por mês.