Buscar
  • Evandro Lins

Danilo Cabral alfineta Marília Arraes e crava que Lula terá palanque único em Pernambuco


O encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em São Paulo, onde será apresentado o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin como candidato do PSB para a vaga de vice na chapa presidencial, também servirá para ratificar o apoio do líder petista a um único palanque em Pernambuco, segundo o pré-candidato a governador Danilo Cabral (PSB).


Ao reforçar que vai participar, nesta sexta-feira (8), da reunião entre as executivas nacionais do PT e PSB, Danilo declara que a sua candidatura “está sintonizada com a do presidente Lula”, em um claro recado a pré-candidata a governadora, Marília Arraes (Solidariedade), que segue firme vinculando sua imagem e apoio ao ex-presidente Lula.


“Não sei se os outros que estão se colocando como candidatos vão ter essa oportunidade de estar junto do presidente. A nossa candidatura está sintonizada com a do presidente Lula. Amanhã, nós vamos estar juntos com ele em um ato de consolidação, inclusive, da filiação de Geraldo Alckmin ao PSB, abrindo caminho para a gente construir uma frente ampla contra Bolsonaro”, pontuou o parlamentar, em entrevista à Rádio Pajeú.


O socialista, que tem remetido seus discursos às gestões do ex-governador Eduardo Campos, afirmou também que sempre esteve do mesmo lado durante sua vida partidária e política. “Nunca saí do lado de Arraes; sempre estive do lado de Eduardo desde o primeiro momento que eu conheci Eduardo no movimento estudantil até aquele fatídico 13 de agosto, que o levou junto com os sonhos e esperanças que a gente tinha. Então, a população vai saber quem sempre esteve do mesmo lado”, disse.


Mesmo sem citar diretamente Marília Arraes, que saiu do PT para se filiar ao Solidariedade e disputar o pleito majoritário, Danilo falou em outro momento da entrevista sobre os projetos pessoais dos adversários. “Em época de eleição tem gente que fica trocando de partido em pleno período eleitoral para colocar em curso um projeto pessoal. Eu não tenho projeto pessoal, tenho projeto político; sou militante da Frente Popular de Pernambuco. O PSB sempre teve uma história com o presidente Lula”, destacou.