Buscar
  • Evandro Lins

Deputados estaduais querem gastar até R$ 260 mil em bombons, chás e cappuccino diet


Sem alarde, a Assembleia Legislativa abriu licitação para o fornecimento, com recursos públicos, de "café (torrado, descafeínado, em grão, cappuccino tradicional e diet, em cápsulas), adoçante (líquido e em pó), açúcar, chás diversos e bombom".


Os itens alimentícios de luxo se destinam a atender deputados e assessores.

A licitação, na forma de pregão eletrônico, está sendo conduzida pela pregoeira da Assembleia.


O valor máximo global estimado dos gastos, segundo o edital oficial, ficou em R$ 260.769,71.

A Assembleia já marcou a abertura das propostas das empresas interessadas para 5 de maio.


A Assembleia Legislativa tem atualmente 49 deputados.


O orçamento de 2022 da Assembleia foi aprovado em R$ 650 milhões apenas para manter o funcionamento do Poder Legislativo.