Buscar
  • Evandro Lins

Governo de Pernambuco libera aplicação da segunda dose da Astrazeneca com 60 dias após a primeira


Os municípios pernambucanos poderão aplicar a segunda dose da vacina AstraZeneca com um intervalo entre 60 e 90 dias após a primeira dose. A bula da fabricante libera aplicação entre quatro e doze semanas, contemplando o novo formato.


O aval para finalizar o esquema de vacinação da AstraZeneca nesse período foi dado pelo Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 a partir da análise de dados científicos e foi pactuado entre o Estado e os municípios em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na tarde da última segunda-feira (05). A decisão ainda será publicada em resolução da CIB, mas foi alinhada.


“Cada município deverá informar a sua população o período para marcação da segunda dose da AstraZeneca, levando em consideração seus estoques. Mas ressaltamos que esse período não afeta a eficácia do imunizante, que manterá a proteção contra a Covid-19. Friso que a decisão da CIB foi tomada após consulta com o Comitê Técnico, que se pautou nas evidências científicas e nas informações do próprio fabricante dessa vacina”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.