Buscar
  • Evandro Lins

Governo decide situação de aulas presenciais do ensino básico até terça


Expira nesta terça-feira (22) o decreto estadual que suspende as aulas presenciais em Pernambuco. Os dados sobre o avanço do novo coronavírus serão novamente analisados nesta segunda-feira (21) e a comunidade escolar aguarda com expectativa o posicionamento do Governo do Estado. 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Educação e Esportes afirmou que um novo anúncio sobre o cronograma de retomada das atividades presenciais no ensino público deve ser feito até esta terça. Ainda não há definição se as aulas seguirão suspensas ou se uma data para o retorno será divulgada.

Com as atividades suspensas desde 18 de março em razão da pandemia de Covid-19, as escolas públicas e privadas do Estado se preparam para receber novamente os alunos. Até agora, apenas a Escola Arquipélago, localizada em Fernando de Noronha, teve o retorno autorizado pelo Governo do Estado. Na unidade de ensino, as aulas presenciais retornarão nesta terça-feira para os alunos do Ensino Médio.

Pais de alunos e estudantes de escolas privadas do Recife realizaram um protesto, nesse domingo (20), para reivindicar o retorno das aulas presenciais em Pernambuco. O manifesto foi organizado por um grupo de pais que se define como

Movimento de Volta às Aulas dos Pais de Alunos das Escolas de Pernambuco. O ato aconteceu no Segundo Jardim de Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

“Isso é um grupo de pais orientados. Baseados em evidências cientificas, sabemos os malefícios da falta da escola para as crianças e da ausência de evidências que justifiquem eles em casa. Nenhuma das escolas que abriu houve aumento da incidência significativa em termos populacionais da doença. Já passou da hora, temos 186 dias sem aulas, todos os grandes países retornaram (às aulas presenciais)”, disse uma das organizadoras do movimento, Ana Carolina Campolina, 37.

Protocolo sanitário

Em julho, sem anunciar datas, a Secretaria de Educação apresentou o protocolo sanitário que deveria ser seguido por todas as escolas do Estado no retorno às atividades. 

As recomendações devem ser atendidas em todos os níveis educacionais – educação básica, que engloba creches, pré-escola,e ensinos fundamental e médio; educação superior, referente às graduações e especializações; e cursos livres, que são os técnicos, de idiomas, entre outros.  Entre os principais itens do protocolo estão os horários diferentes para chegada, saída e intervalo dos alunos, – assim como já adotado em Fernando de Noronha – bancas escolares posicionadas com 1,5 metro de distância, rodízio de alunos e distanciamento físico de 1,5 metro entre alunos, professores e demais funcionários.

Instituições também deverão providenciar medidas de higiene como instalações para lavagem frequente das mãos, sanitários com sabão e toalha de papel e dispensers de álcool em gel 70%. 



Folha de Pernambuco

Blog do Evandro Lins        Copyrigth 2020.                                                                                            

-copyright_90662.png

Desenvolvido por Essencial Comunicação & Mídia - essencialpp@gmail.com