Buscar
  • Evandro Lins

Homicídios diminuem 15% e feminicídios crescem 40% nos sete primeiros meses de 2021 em Pernambuco


O número de assassinatos em Pernambuco entre janeiro e julho de 2021 foi 15% menor que o registrado no mesmo período de 2020, indo de 2.285 crimes violentos letais intencionais (CVLIs) no ano passado para 1.940 neste ano. O total de feminicídios foi de 40 nos primeiros sete meses de 2020 para 56 no mesmo período de 2021, aumento de 40%.


Os CVLIs incluem homicídios, lesões corporais seguidas de morte, latrocínio (roubo seguido de morte) e os feminicídios, que são os assassinatos de mulheres em decorrência de violência doméstica e outras questões domésticas.


Os dados foram divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) nesta segunda-feira (16), bem como a redução do total de registros de roubos.


O balanço apontou um crescimento de 12,5% no número vítimas femininas de homicídio, total que inclui feminicídios e outros assassinatos de mulheres: foi de 128 em 2020 para 144 registros em 2021. No mês de julho, a variação foi de um homicídio feminino, saindo de 16 (2020) para 17 (2021) crimes deste tipo.


No comparativo entre os meses de julho de 2020 e 2021, houve redução de 19% no total de CVLI no estado, indo de 322 no sétimo mês do ano passado para 261. Considerando apenas esse mês, teve diminuição dos feminicídios, indo de seis em 2020 para quatro em 2021, diminuição de 33%.


Estupro e violência doméstica


Entre janeiro e julho, Pernambuco teve 1.362 boletins de ocorrência denunciando estupro, uma redução de 3,4% com o mesmo período de 2020, quando foram 1.410 registros do tipo. Considerando apenas o sétimo mês do ano, o total de denúncias foi de 173 no presente ano, contra 193 no anterior.


Quanto a mulheres vítimas de violência doméstica, nos sete primeiros meses de 2020, foram contabilizados 23.025 registros contra os 23.403 em 2021, um aumento de 1,6%.