Buscar
  • Evandro Lins

Paulo Câmara vai sancionar lei que classifica templos religiosos como serviços essenciais


O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), deve sancionar nesta segunda-feira (10) uma lei que classifica templos e igrejas como serviços essenciais. Com isso, cultos e missas devem ficar imunes a eventuais protocolos de biossegurança no combate ao novo coronavírus. Na prática, a partir da sanção da nova lei, estes espaços não poderão mais ser fechados, caso um protocolo determina que serviços essenciais possam seguir funcionando.


Até então, Pernambuco reconhecia poucos segmentos como essenciais. Entre eles, supermercados, padarias, distribuidoras de gás e água, farmácias e postos de gasolina, por exemplo. Desde o início da pandemia, a realização de cultos religiosos - independente da religião - é polêmica, já que vários estudos provam que o risco de contrair o novo coronavírus é maior em ambientes fechados.