Buscar
  • Evandro Lins

Pernambuco é o pior estado para se manter um negócio, diz Banco Mundial

Do G1

O Banco Mundial divulgou, hoje (16), um relatório no qual informou que São Paulo, Minas Gerais e Roraima são os estados onde é mais fácil abrir e manter um negócio. De acordo com o estudo, Pernambuco, Espírito Santo e Amapá ocupam as últimas posições.


Esta é a primeira vez que a instituição relaciona "boas práticas" e "obstáculos regulatórios" em todos os 26 estados e o Distrito Federal. Até então, o relatório abrangia somente os dados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo o documento, chamado "Doing Business Subnacional Brasil 2021", cinco indicadores foram levados em consideração:


  • abertura de empresas: tempo, procedimentos e custos para iniciar formalmente as atividades de uma empresa;

  • obtenção de alvará de construção: tempo, procedimentos e custos para uma empresa obter o alvará de construção;

  • registro de propriedades: tempo, procedimentos e custos para que uma empresa possa adquirir uma propriedade comercial de outra e transferir o título de propriedade para o seu nome. Inclui também avaliação da qualidade do sistema de administração fundiária;

  • pagamento de impostos: impostos e contribuições obrigatórias que as empresas devem pagar ao longo do ano, além do tempo e processos envolvidos;

  • execução de contratos: tempo e custo necessários para resolver um litígio comercial recorrendo a um tribunal local de primeira instância.


Para fazer o relatório, o Banco Mundial utilizou dados até 1º de setembro de 2020. Foram analisadas somente as capitais de cada estado brasileiro.

Em nota, a instituição destaca que nenhum estado ocupa o primeiro lugar nos cinco indicadores analisados, o que mostra que "há espaço para que todos os estados aprendam uns com os outros".


No ranking geral que mede a facilidade de fazer negócios, medido pelo Banco Mundial no relatório "Doing Bussiness", o Brasil ocupa a 124ª colocação entre 190 países.


Ranking


Veja o ranking divulgado pelo Banco Mundial:

  1. São Paulo

  2. Minas Gerais

  3. Roraima

  4. Paraná

  5. Rio de Janeiro

  6. Tocantins

  7. Mato Grosso do Sul

  8. Sergipe

  9. Ceará

  10. Piauí

  11. Goiás

  12. Distrito Federal

  13. Rondônia

  14. Acre

  15. Maranhão

  16. Amazonas

  17. Paraíba

  18. Alagoas

  19. Mato Grosso

  20. Santa Catarina

  21. Rio Grande do Norte

  22. Rio Grande do Sul

  23. Pará

  24. Bahia

  25. Amapá

  26. Espírito Santo

  27. Pernambuco