Buscar
  • Evandro Lins

Pernambuco confirma dois primeiros casos da variante delta


A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco confirmou, nesta quarta-feira (14), os dois primeiros casos de contaminação pela variante delta. Os infectados são tripulantes das Filipinas do navio cargueiro Shoveler, de bandeira do Chipre.


Em pronunciamento à tarde, o secretário estadual de Saúde, André Longo, informou que os dois pacientes, de 25 e 48 anos, estão estáveis e internados na enfermaria de uma unidade de saúde privada no Recife. “As amostras biológicas de ambos foram processadas no Instituto Aggeu Magalhães (IAM – Fiocruz-PE), que confirmou a contaminação pela variante originária da Índia”, afirmou Longo. A embarcação fazia a rota da Suécia ao Porto de Paranaguá, no Paraná. Contudo, no dia 30 de junho, por conta da suspeita de casos da covid-19, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a atracação no Porto do Recife.


O navio tem 19 tripulantes. Desses, nove testaram positivo para o novo coronavírus. Além dos dois internados em enfermaria, um terceiro tripulante, de 49 anos, continua internado em UTI. Os outros seis positivos para a covid-19 passam bem e estão isolados no navio, sendo monitorados, assim como os 10 tripulantes que testaram negativo para a doença. “As amostras biológicas de sete casos positivos não estavam nas condições viáveis para o trabalho de sequenciamento, por não apresentarem grau ideal de virulência para esse tipo de processamento”, afirmou o governo.


No sábado (10), foi feito um novo teste de RT-PCR com todos os tripulantes que permanecem no navio. Dos seis casos que positivaram anteriormente e estão na embarcação, apenas um ainda teve resultado positivo. Todos os casos negativos, na primeira leva, continuaram negativos na segunda.


Além do monitoramento dos 19 tripulantes do cargueiro, a Secretaria de Saúde realizou o teste da covid-19 em 27 profissionais de assistência que tiveram contato com esses pacientes. Até o momento, uma pessoa apresentou resultado positivo para a covid-19, está assintomática e em isolamento domiciliar. A amostra biológica da profissional também passará por sequenciamento genético para verificar a variante presente. Os contactantes próximos dela também estão sendo testados para reforçar o trabalho de vigilância, informou o Governo de Pernambuco